IV Ranking Cúpula da Cachaça: votação começa em 13 de setembro

Posted by | August 22, 2019 | Blog | No Comments
_MG_2349

No dia 13 de setembro recomeça o processo que mobiliza todo o mundo da cachaça: o Ranking Cúpula da Cachaça. E esse ano o concurso vem com novidades, apesar de, em sua essência, repetir a fórmula vitoriosa das três edições anteriores.

Os objetivos do Ranking Cúpula da Cachaça são a busca de maior visibilidade para o setor de cachaças, atraindo interesse da mídia e de potenciais apreciadores, e incentivar a produção de qualidade.

Mais uma vez, o certame de cachaças mais abrangente do país terá três fases.

A primeira fase – que mobilizou mais de 43 mil votantes dois anos atrás! – é a Votação Popular, na qual os apreciadores de cachaça de todo o país poderão escolher, entre os 4 mil rótulos à disposição no mercado, a sua cachaça favorita.

Esse é o momento de todos os produtores mobilizarem os fãs de sua cachaça e levá-la à segunda fase. Essa fase se estenderá até o dia 28 de novembro, tempo suficiente para uma boa campanha que impulsione as marcas e dê visibilidade para todo o nosso setor.

As mais votadas entre os apreciadores, que votarão em um site próprio, comporão a lista das 250 Cachaças Mais Queridas do Brasil. Lembramos, mais uma vez, que o Ranking Cúpula da Cachaça não tem inscrições. Todas as cachaças legalizadas do país podem ser votadas.

A segunda fase é a Seleção dos Especialistas. E aí haverá uma novidade este ano. Para que o Ranking seja cada vez mais representativo do que de fato acontece no mercado, o painel de jurados será ampliado em relação aos anos anteriores.

A ideia é que a Seleção seja cada vez mais um espelho do que acontece, de fato e no momento atual, nos locais de consumo de cachaça. Os membros da Cúpula, pela primeira vez, não farão parte do painel da segunda fase. Nas edições anteriores, apenas cúpulos que poderiam ter conflitos de interesse se abstinham de votar. Dessa vez, a seleção ficará completamente a cargo dos convidados, um grupo seleto cujos nomes serão divulgados em novembro.

Esses craques da cachaça determinarão, entre as 250 cachaças que passarem pela primeira fase, as 50 cachaças que irão à fase decisiva, a Degustação às Cegas, da qual só participarão os cúpulos. Os profissionais do grupo se reunirão nos dias 6,7 e 8 de março de 2020 e ranquearão as cachaças.

Nesta edição, as cachaças serão divididas em três categorias no ranking:

a) cachaças que não passam por madeira;

b) cachaças armazenadas e envelhecidas;

c) cachaças premium e extra-premium.

Lembrando o que diz a IN13: cachaças envelhecidas são aquelas que “contêm, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) de Cachaça ou Aguardente de Cana envelhecidas em recipiente de madeira apropriado, com capacidade máxima de 700 (setecentos) litros, por um período não inferior a 1 (um) ano”. Cachaças premium são as que contêm 100% de cachaça envelhecida em madeira por mais de um ano. E extra-premium as que contêm 100% de cachaça envelhecida em madeira por mais de três anos.

Como sempre, as notas conferidas pelos jurados nos vários quesitos passará por tratamento estatístico e o resultado será divulgado pela imprensa. Nas edições anteriores, o Ranking mereceu chamada de capa no Estadão. Contamos com a mobilização de todos para repetir esse momento de visibilidade ímpar para o destilado nacional brasileiro.

Dessa vez também, atendendo a um pedido de muitos produtores, criaremos um selo específico para o Ranking, que poderá ser usado pelas cachaças finalistas.

“Temos muito orgulho do Ranking porque ele é democrático. Quem quiser participa na votação e grandes especialistas colaboram na segunda fase. Por isso que o Ranking não é da Cúpula, é de todo o setor de cachaça”, diz o presidente da Cúpula da Cachaça Manoel Agostinho Lima Novo.

About Admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.