Cúpula da Cachaça

VI Ranking Cúpula da Cachaça – Resultado Oficial

Posted by | Artigos | No Comments

Confira o resultado do VI Ranking Cúpula da Cachaça

O alto padrão de qualidade das cachaças finalistas e do destilado nacional.

Durante o último final de semana de Abril, 10 dos(as) 13 integrantes da Cúpula da Cachaça se reuniram durante três dias na Cachaçaria e Chalés Macaúva, em Analândia no interior de São Paulo, para realizar a difícil tarefa de degustar às cegas e ranquear as 50 cachaças selecionadas pelos 20 especialistas convidados para 2ª fase do VI Ranking Cúpula da Cachaça.

Julgar 50 das melhores cachaças do país foi uma tarefa muito difícil, dado o nível de qualidade e excelência das marcas presentes, e exigiu muita atenção e concentração dos jurados.

“O padrão de qualidade aumenta a cada edição do Ranking”, exalta Milton Lima, um dos fundadores da Cúpula e jurado do ranking.

E realmente vários fatores contribuíram para essa afirmação, principalmente o alto nível das cachaças, independente da categoria. Brancas, Armazenadas e Envelhecidas e Premiums e Extra-Premiums, todas as cachaças finalistas apresentaram um excelente padrão de qualidade, o que só aumentou a responsabilidade dos degustadores.

Para reforçar o feito é só observarmos que a diferença de pontos entre as 10 primeiras foi de menos de 5 pontos.

A pernambucana Sanhaçu Soleira alcançou a maior pontuação do ano entre todas as 50 cachaças degustadas (92,675) e, com isso, leva para Chã Grande (PE) o título de Cachaça do Ano.

Além da Sanhaçu Soleira, campeã na categoria Premium/Extra Premium, foram campeãs do VI Ranking a Nobre Cristal na categoria Brancas (cachaças que não passam por madeira) e a Bem Me Quer Amburana na categoria Armazenadas/Envelhecidas.

O VI Ranking Cúpula da Cachaça tem apoio da Revista Prazeres da Mesa, Devotos da Cachaça, Guarita Bar, Garrafaria Serra Negra, Galeto Sat´s, Dornas Havana, Cachaçaria Trilha Real, Armazém da Cachaça, Grafix, Alambiques Santa Efigênia, Solution Comercial e da Cachaçaria Macaúva.

Confira abaixo o resultado completo:

Brancas

Armazenadas_Envelhecidas

Premium-Extra_Premium

 

 

Cúpula promove VIII encontro anual e IV Ranking nesta semana

Posted by | Blog | No Comments

A Cúpula da Cachaça realiza de 5 a 8 de março o seu oitavo encontro anual. Como nos anteriores, o local escolhido para a reunião do grupo formado por 12 dos maiores especialistas em cachaça do país é a Cachaçaria Macaúva, em Analândia (SP).

Durante o encontro, será realizada a etapa final da quarta edição do Ranking Cúpula da Cachaça, o maior e mais democrático concurso de bebidas do país, que ocorre a cada dois anos.

A partir da sexta-feira, 6 de março, pela manhã e até a tarde do dia 7, os especialistas em análise sensorial da Cúpula da Cachaça irão degustar, às cegas, amostras de 50 diferentes cachaças. Eles distribuirão notas para as características visuais, olfativas e de paladar de cada rótulo.

Depois da degustação, as cachaças serão ranqueadas em três diferentes categorias (armazenadas em inox, armazenadas/envelhecidas e premium/extra premium). O resultado do Ranking será publicado pelo Paladar Estadão nos dias seguintes à realização da Cúpula.

O Paladar Estadão é mais uma vez parceiro do Ranking, assim como o Chalé e Cachaçaria Macaúva e a distribuidora Solution Comercial.
selo ranking 2020 b (1)

Cachaçaria Macaúva

Durante os dias de realização da Cúpula, a Cachaçaria Macaúva irá abrir as portas a partir de 18h e os cúpulos estarão confraternizando com o público em geral.

A casa está com cardápio de jantar e petiscos renovado e mantém uma premiada carta de cachaças com 40 das melhores representantes da produção nacional. A carta é assinada pelo cúpulo e proprietário da casa, Milton Lima.

Durante a Cúpula, o atual presidente da instituição, Manoel Agostinho Lima Novo, lança o seu segundo livro, A arte do blend na cachaça. E será inaugurada uma placa em homenagem ao cúpulo e master blender Erwin Weimann, que morreu no ano passado.

A Cúpula da Cachaça

A Cúpula da Cachaça, formada em 2013, reúne atualmente 12 profissionais das mais diferentes formações, mas ligados pelo conhecimento e paixão pela cachaça. O grupo se dedica a articular ações em prol da valorização do destilado nacional brasileiro e do desenvolvimento do setor.

Além do Ranking bianual, a Cúpula publica a Cachaça em Revista anualmente, com artigos dos cúpulos e tem uma cadeira permanente na Câmara Setorial da Cachaça, vinculada ao Ministério da Agricultura.

Saiba quem são os cúpulos clicando aqui.

 

 

Cúpula torna-se membro efetivo da Câmara Setorial da Cachaça

Posted by | Blog | No Comments

cupula-da-cachaca_logo (2)A Cúpula da Cachaça foi eleita para ocupar uma cadeira de membro efetivo da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cachaça, órgão de consulta ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A eleição foi realizada durante a 59ª reunião ordinária do órgão, em Brasília, na manhã dessa quarta-feira (04/11).

A instituição, formada por especialistas de diversas áreas e dedicada a iniciativas de difusão e valorização da Cachaça, já compunha a Câmara desde 2013, na qualidade de convidada permanente. Ao assumir uma das 25 cadeiras de membro permanente, a Cúpula passa a ter direito a voto nas deliberações do órgão.

A Confraria do Copo Furado e a Universidade Federal de Lavras foram as outras duas entidades admitidas como membros efetivos.

“Nossa responsabilidade aumenta ainda mais. Sempre participamos efetivamente das discussões mais importantes que se travam na Câmara e em todo o setor. Essa eleição é um reconhecimento da nossa colaboração. Queremos ajudar a construir um setor mais unido, em colaboração com todas as entidades atuantes no universo da Cachaça, e traçar estratégias unificadas e realistas contra os entraves ao desenvolvimento da nossa cadeia produtiva”, disse o presidente da Cúpula da Cachaça, Manoel Agostinho Lima Novo, após a reunião.

 

Cúpula da Cachaça realiza seu sétimo encontro anual

Posted by | Blog | No Comments

cupula da cachaça 2019

A Cúpula da Cachaça realiza seu sétimo encontro anual, entre os dias 22 e 24 próximos, em Analândia (SP). Os 11 integrantes do grupo de especialistas dedicado a iniciativas em prol do destilado nacional discutirão temas importantes e definirão projetos para colaborar na luta pelo desenvolvimento do setor.

Na pauta do encontro, o destaque é para o debate sobre as alterações previstas na Instrução Normativa 13 (IN13), que regulamenta os padrões de qualidade e identidade da cachaça e da aguardente de cana. A proposta de utilização de caramelo e chips de madeira na produção da cachaça também será discutida nas mesas redondas que se estenderão pelos três dias do encontro.

Os debates serão no Chalé Macaúva, local que reúne pousada, alambique e cachaçaria. As sessões têm apenas a presença dos cúpulos. Porém, após 19h, a Cachaçaria Macaúva, que tem uma das melhores cartas de bebidas do Brasil (segundo a revista ‘Prazeres da Mesa’), estará aberta e os cúpulos, devotos, produtores e demais apreciadores de cachaça estarão confraternizando, trocando ideias sobre o nosso destilado e experimentando os sabores da cachaça, como acontece todos os anos. Estão todos convidados.

Também durante o encontro, a Cúpula escolherá sua nova diretoria – que atualmente é formada por Maurício Maia, na presidência, e Manoel Agostinho Lima Novo, na secretaria – para o próximo biênio e planejará a edição da Cachaça em Revista, que será lançada em junho, e o IV Ranking Cúpula da Cachaça, cuja primeira fase tem início em setembro próximo.

A Cúpula da Cachaça é formada por profissionais com longa folha de serviços prestados ao destilado nacional. Seus atuais integrantes efetivos são: Milton Lima, proprietário do Chalé Macaúva; Manoel Agostinho Lima Novo, consultor e palestrante; Maurício Maia, chef, publicitário e cachacier; Leandro Batista, sommelier; Leandro Marelli, tecnólogo de bebidas; Glauco Mello Jr., engenheiro químico; Dirley Fernandes, editor do site ‘Devotos da Cachaça’; Erwin Weimman, químico; Sidnei Maschio, jornalista do Terraviva; Nelson Duarte, master blender; e Derivan Ferreira, bartender.

V Cúpula da Cachaça – Safra 2017. Saiba o que aconteceu e o que vem por aí

Posted by | Artigos | No Comments

Cúpula da CachaçaA Cúpula da Cachaça teve o seu quinto encontro anual entre os dias 27 e 29 de janeiro. No encontro, foram discutidas novas ações em busca da conquista de novos públicos para a cachaça, ajustes no Ranking Cúpula da Cachaça – e o calendário –, apoio ativo ao Projeto Rabo de Galo e a quinta edição da Cachaça em Revista. No último dia do evento, foi eleita a diretoria para o biênio 2017-2018, composta por Maurício Maia (presidente) e Manoel Agostinho Lima Novo (secretário-geral). O grande destaque do encontro foi a sessão aberta, com a participação de produtores e outros atores do universo da cachaça, numa troca de ideias profícua que tomou toda a tarde de sábado (28/02).

Todos os temas discutidos serão dissecados no quinto número da Cachaça em Revista.

Temas discutidos:

– Cachaça, presente e futuro: os desafios (sessão com a participação de produtores e outros elos da cadeia da cachaça)

– Imagem da Cachaça, como trabalhar, consolidação de uma cultura

– Nova IN de Envelhecimento

– Cachaça Industrial x Artesanal – disputa ou complementariedade?

– Do canavial à mesa, onde estão os entraves

– Exportação: a cachaça como produto estratégico

– Desrespeito à IN 13 (teor alcoólico)

– III Ranking Cúpula da Cachaça (ajustes no regulamento)

– Coquetelaria, caminhos e possibilidades

 

III Ranking Cúpula da Cachaça

O III Ranking da Cachaça, que tem objetivo de chamar a atenção para a Cachaça e fomentar a produção de qualidade, tem início previsto para o mês de agosto. A estrutura vitoriosa de três etapas está mantida. Lembramos que a primeira fase é o Voto Popular, que formará o elenco das 250 cachaças que comporão o elenco do Ranking. A Cachaça do Ano será conhecida no início de fevereiro de 2017. A novidade é que o Ranking será apresentado de uma única forma, em 2018: com separação entre cachaças brancas (inox e madeiras neutras) e amadeiradas.

Cachaça em Revista

A quinta edição da Cachaça em Revista, com artigos dos cúpulos e convidados, será lançada em junho, durante a Expocachaça (Belo Horizonte-MG).

Marcelo Nordskorg fala na sessão aberta da Cúpula da Cachaça (Image: Cesar Adames)

Marcelo Nordskorg (Reserva do Nosco) fala na sessão aberta da Cúpula da Cachaça (Imagem: Cesar Adames)

Encontro com os produtores

O encontro realizado entre os produtores e os cúpulos, com a participação do Ibrac, foi uma troca de informações extremamente importante para todos os lados e vai ajudar a definir ações do setor em conjunto na busca de equalizar seus diversos desafios.

Um dos temas mais importantes tratados foi a necessidade de racionalizar a tributação sobre a cachaça, de modo a que a carga tributária não inviabilize a atividade. O Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), na pessoa de seu diretor executivo, Carlos Lima, informou sobre as negociações levadas a cabo em Brasília e os produtores falaram sobre suas dificuldades e os possíveis caminhos para superá-las. O produtor Carlos Eduardo Oliveira (Leblon) falou da necessidade de apoiar os produtores informais no sentido de levá-los a alcançar a formalização.

Os gargalos na distribuição da cachaça foram outro tema importante, com o relato dos produtores Lucas Mendes (Tabua) e Alexandre Bertin (Sapucaia) ajudando a ilustrar as grandes dificuldades que são enfrentadas no caminho entre o alambique e o consumidor. A cãoticipação do distribuidor Ilan Oliveira (Solution) também foi importante.

Os cúpulos Dirley Fernandes, Leandro Batista e Mestre Derivan falaram das estratégias para a conquista de “corações e mentes” para a cachaça, através da valorização da imagem do produto e de ações na ponta, e da necessidade do envolvimento de toda a cadeia da cachaça nessa tarefa.

A Cúpula da Cachaça agradece a presença dos produtores Marcelo Nordskorg (Reserva do Nosco-RJ), Natanael Bonicontro (Companheira-PR), Roberto Brasil e Celso Lemos (Gouveia Brasil-MG), Carlos Eduardo Oliveira (Leblon-MG), Lucas Mendes (Tabua-MG), Alexandre Bertin (Sapucaia-SP), Wilson Barros (Wiba-SP) e Reinaldo Isaias da Silva (51), além de Carlos Lima (Instituto Brasileiro da Cachaça, Ibrac), Ilan Oliveira (Solution Comercial) e Jean Ponce (Bar Guarita) que atenderam nosso convite e se juntaram aos cúpulos nessa mesa excepcionalmente rica.

Treinamento

Diante da premissa da necessidade de ampliar a base de consumidores e ‘devotos’ da cachaça, a Cúpula definiu que uma de suas prioridades em 2017 será fomentar o conhecimento e a capacitação na ponta da cadeia: os donos de bares e restaurantes, seus gerentes e maitres e, principalmente, garçons e bartenders, aqueles que lidam diretamente com o público e podem fazer a diferença na escolha da cachaça, no momento da disputa do consumidor com outras bebidas. Em breve, um projeto nesse sentido, será anunciado. A decisão, tomada em discussão interna, conquistou o apoio do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac) durante a reunião aberta de sábado. O diretor Carlos Lima anunciou que capacitação será um dos principais vetores de atuação do órgão nos próximos meses. A Cúpula da Cachaça convida toda a cadeia a unir-se nesse esforço.

Projeto Rabo de Galo

O projeto Rabo de Galo foi apresentado durante a Cúpula da Cachaça pelo cúpulo Mestre Derivan como um projeto dos bartenders brasileiros. O objetivo é tornar o tradicional Rabo de galo – coquetel criado em São Paulo e que vem sendo reinventado e desdobrado em milhares de variações dentro da receita clássica à base de cachaça e bitter – em um dos drinques que compõem a carta de drinques da International Bartender Association (IBA).

Por aclamação, a Cúpula decidiu por um apoio ativo aoo projeto do cúpulo Derivan e dos bartenders brasileiros e passou a discutir ações que serão conhecidas em breve. Durante o debate sobre Coquetelaria com Cachaça, que teve ainda a participação especialíssima do bartender Jean Ponce, o projeto ganhou o apoio unânime dos produtores e outros devotos da cachaça presentes. Lembramos que Mestr Derivan teve papel fundamental na inclusão da caipirinha na carta da IBA.

Nova diretoria

O cúpulo Maurício Maia foi indicado pelo ex-presidente Milton Lima para sucedê-lo no cargo. Por sua vez, Maia indicou a recondução do cúpulo Manoel Agostinho Lima Novo para o cargo de secretário-geral da instituição. Não houve outras chapas inscritas e passou-se à eleição. Maia e Lima Novo foram eleitos por aclamação, com o voto dos 12 cúpulos presentes, sem o registro de abstenções (o cúpulo honorário Peter Armstrong estava ausente). A nova diretoria tomou posse imediata. A Cúpula da Cachaça agradece os serviços até agora prestados à instituição e à Cachaça pelo presidente e fundador da Cúpula da Cachaça Milton Lima e deseja boa sorte a Maurício Maia e Manoel Agostinho Lima Novo no biênio que se inicia.

V Cúpula da Cachaça será realizada em janeiro e já tem temas definidos

Posted by | Blog | No Comments

Cúpula da CachaçaNa sexta-feira, 27 de janeiro, às 10h, terá início a V Cúpula da Cachaça – Safra 2017, no Chalé Macaúva, em Analândia (SP). Os 13 cúpulos estarão em volta da mesa para discutir temas que foram pré-selecionados e o que mais surgir ao longo dos sempre intensos e frutíferos debates em torno do universo cachacístico.

“A riqueza dos debates da Cúpula vem, claro, da experiência de décadas dos integrantes do grupo. Mas, sobretudo, de uma coisa que a gente preza muito, que é a diversidade de formações e visões. Até nisso, a gente está afinado com o universo da cachaça”, diz o presidente da Cúpula, Milton Lima, se referindo à variedade de sabores do destilado nacional brasileiro.

Entre os oito temas de interesse geral já definidos que serão abordados em mesas específicas estarão: a) Imagem da Cachaça, como trabalhar? Consolidação de uma cultura; b) Novas regras para o envelhecimento da cachaça e c) Cachaça Industrial x Artesanal: disputa ou complementariedade?.

A programação completa será publicada no início do próximo ano. A V Cúpula da Cachaça terá, pela primeira vez, convidados em uma grande mesa que será realizada no sábado, 28, à tarde. A ideia é ampliar e envolver mais pessoas do mercado no debate sobre os temas pertinentes à cachaça. Os nomes dos convidados serão anunciados em meados do próximo mês.

A Cúpula também elege nesse encontro o seu presidente, que ficará no cargo até a Cúpula de 2019, tendo o desafio duplo de substituir o presidente pioneiro, Milton Lima, e de comandar o III Ranking Cúpula da Cachaça, o maior e mais abrangente do setor, a partir do segundo semestre de 2017.

Em tempo: a Cachaçaria Macaúva, sede da Cúpula, estará aberta, com sua carta premiada de ccachaças e com programação especial todas as noites da Cúpula. Os 13 profissionais de diversas áreas que integram o grupo estarão presentes, confraternizando e trocando ideias com todos aqueles que quiserem visitar a sede do evento.

Saiba mais sobre a Cúpula e quem são os cúpulos aqui.